8 de junho de 2007

Queria pegar sua infantilidade e levar pela mão até o parquinho da cidade. Talvez brincando com ela acalmaria minha angústia de pensarmos em freqüências tão distantes. Queria pegar sua infantilidade e jogar para o alto feito balão! Quem sabe assim aprenderia te amar como é,

e aceitaria que não me ama como sou...

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>