11 de junho de 2007

Vejo formigas entrando nos buracos da toalha de mesa. Isso quebra a frieza que paira na sala de jantar. E, olhando perto, um micro-universo, uma cidadezinha quase invisível cresce embaixo dos nossos narizes arrebitados!

- Vão formigas, paredes acima, ninhos abaixo! Mostrem aos homens o sucesso de sua civilização e o fracasso da nossa.



Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>