1 de agosto de 2016

Sobre como gostaria de acreditar que não foi em vão.

Ok, façamos um trato:
Você se compromete a me encontrar nos sonhos
Para continuarmos nossas conversas infinitas
E não conto pra ninguém.
Preciso te falar sobre a nova série que assisti
Aquela banda incrível
- como não ouvimos antes! -
Sobre o livro de suspense do King.
Eu sei, é idiota.
Você tem outros planos para seus sonhos.
Só quero sentir, uma vez, que abrir o peito vale a pena, sabe?
Que do amor, por mais errado, torto e não - correspondido ficou alguma coisa.
Não tenho esperanças vãs
Nem desejos impossíveis
Mas, se a amizade for real, sempre existirá um jeito para arrumar as coisas.
Tem dias nos quais me culpo por tudo, pela carência excessiva
Por não compreender os sinais.
Como fui ingênua!
Depois agradeço o passado, com todas suas consequências
Porque eu estava lá e amei de verdade.
E é ele, o amor, que será meu advogado nos dias de escuridão.



Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>