22 de agosto de 2016

De flor

No meu mundo
Quando alguém não te ama
Feito casal
Essa pessoa fica
Mesmo assim
Ela te acolhe em algum lugar do peito
É é sua amiga até o fim.
No meu mundo
O amor se transforma
E o ser "rejeitado"
Não se sente preterido de maneira alguma
Ele pode chegar a qualquer momento
Para repousar suas retinas fatigadas
Das pedras no caminho.

Ah, quanta bobagem!
Nesse país é proibido sonhar.
Então sossegue, Carlos...
Pois um sentimento de amor
É flor que nasce no asfalto.
Nem todos estão prontos para
Abraçar esse milagre
Que ainda resiste
Num mundo caduco
De tédio, nojo, ódio,
Mas também, e principalmente, 
de flor.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>