8 de janeiro de 2009

Procura-se um amigo.

Busco um amigo para segurar mãos na tempestade, sabendo meu incontrolável medo dos trovões. E abraçar com o corpo inteiro, porque cansei de ruínas.

Perdoe o excesso de proteção: cuidar é meu verbo preferido.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>