11 de janeiro de 2017

Las Moiras

Quando a luz cai,
Três mulheres me atravessam.
São bocas, cabelos e mãos
Movendo suas teias sobre mim.
Quando a realidade se torna previsível demais,
Elas desenham meu ponto de virada
A noite toda.
Mulheres aracnídeos são sempre surpreendentes.
Podem bordar sua vida toda
E desfazê-la em um segundo.
Por isso madrugadas são tão traiçoeiras.
Quando amanhece, já não sabemos mais nada.
E nada está onde deixamos.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>