30 de agosto de 2012

Para aquele do outro lado.


Estou aqui, aberta
Como nunca estive.
Tenho uma coleção de discos e livros
Mas nunca dividi com ninguém.
 Então, meu querido,
Seja doce...
O amor é alto e perigoso
E morro de medo de cair.

Escrevi muitas linhas antes dessas, porém apaguei.
Porque as palavras saem arrastando meu corpo todo em direção a você.
Te quero tanto perto...
Feito a Terra atraindo seu satélite para mim.

Sento no topo do mundo
Olhando a lua entre os dedos da mão
Tentando não me afogar com tamanha beleza.
Você vem,
Eu sinto.
Para ler os discos, ouvir os livros
Para esperar o sol comigo.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>