6 de fevereiro de 2010

São elas, as crianças, que beijam meus machucados pra sarar.
Não poderia ser ao contrário.
Elas acreditam na cura muito mais que eu.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>