1 de agosto de 2015

Etérea

Não dá mais pra brincar com sentimentos
meus ossos estão velhos
Se não for pra ancorar
Que a maré leve, bem longe
porque meus ossos estão leves
Demais
Quase flutuam de livres
Amor não foi feito pra doer.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>