7 de julho de 2013

Das conversas com o teto

Às vezes, tenho o maior mistério do mundo
na mão
Às vezes, sou a maior idiota.
Essas escolhas
serão meu arrependimento mais bonito
dentro de um passado imutável?

(...)

- Caro futuro,
precisamos conversar.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>