7 de junho de 2013

Sobre seu nome na minha boca

Pessoas são educadas comigo! 
Ando reclamando você o tempo inteiro. 
Falo das saudades, 
Te dedico poemas. 
Elas nunca me disseram pra calar - talvez em pensamento. 
Então continuo falando de você, 
Te dedicando poemas, 
E sentindo saudades. 
Vou viver meu luto até as últimas consequências.
Quando acabar, 
Não quero vestígios de amor em lugar algum.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>