22 de junho de 2010

Quantas saudades, quantas! (...) todas.

Um comentário:

Débora Oliveira disse...

É que também vivo, assim, de saudade em saudade.

Um beijo.

type='text/javascript'/>