19 de abril de 2009

Ao J.P.C.

Procurei por muito tempo
demonstrações rasgadas de amor:
sem vagas.
E o mais incrível, o mais bonito,
é que me encontraram antes que me virasse.
E recebi um abraço vindo não sei bem de onde,
nem sei bem por quem,
mas tão bonito que me arrebatou.
Já posso dizer da busca não buscada,
do desejo tão forte de encontrar o amor
que abre todas as vagas no topo do mundo!
Obrigada Jardim pelas flores primaveris
colhidas em pleno outono!
Essa transposição de estações
é meu presente...
meu pequeno GRANDE milagre.

2 comentários:

Verônica H. disse...

JPC me fez ver a doçura que faltava no mundo.

Paulinha Peixinha disse...

Fico feliz de saber que sou uma das florzinhas do JPC, ainda que florzinha do campo, sou! Pequena e colorida... sou!!

type='text/javascript'/>