2 de outubro de 2016

A valsa das palavras

Às vezes penso que no final do filme você estará lá 
Pronto pra dar sua crítica firme e convicta 
E ouvir a minha 
Cheia de reticências. 
A febre foi tanta, que te esperei no final das séries, 
Dos livros que li, 
Na saída do teatro. 
Não precisa me amar pra sempre. 
Só precisa estar lá, pra sempre, falando comigo. 
Essa é minha prova de amor. 
Palavras são o caminho mais curto até meu coração.

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>