8 de novembro de 2013

Hoje, lendo o Pequeno Príncipe com meus alunos, eles descobriram o peso da palavra "efêmera". A rosa é efêmera, todos que amamos também são. As montanhas ficam, os rios deságuam no mar, as pedras permanecem por mil anos, mas os vivos sobrevoam a existência (tão rápido!).

Nenhum comentário:

type='text/javascript'/>