8 de julho de 2008

Vidros novos para janela azul.

O papel me olha.
Vou abrindo caminhos
Por entre nuvens
Das brancas linhas invisíveis...
Rabisco aqui
Nesses espaços vazios
Essa necessidade de estar completa
Essa viagem por submundos escuros
Que me trincaram os vidros da janela.
Registro meu retorno à luz.
Caverna e céu brigaram por espaço:
- Enfim sol.
Registro essa manhã de sol.
Esse meu excesso de novidades
Percorrendo exatamente os mesmos passos.
Ontem vi um pássaro na árvore.
Mãe adormecida no sofá.
Uma criança com nome de flor.

Eles estavam me esperando.

2 comentários:

.Zé disse...

... eu gosto de colocar vidros em janelas... pq é bom demais ficar mexendo com aquela massinha...

tbém gosto de vidros lisos ou ondulados ou transparentes

e amo pintar vitrais :O)

se precisar.. estou aqui ;O)

.Zé disse...

F2: cadêêê esse vidraceiro ??? :O/

type='text/javascript'/>