28 de junho de 2013

Manual do acarinhamento


2- Quero livros, mais que dinheiro.
Quero contadores de história que inventam mundos, mais que livros.
Pra ler na terra
Os códigos do céu.

24 de junho de 2013

Manual do acarinhamento

1- Tem um dia de vida que eu ainda não gastei germinando dentro de mim.
Ele vai nascer para cafuné, daí posso dizer que não foi em vão.

9 de junho de 2013

Meu?

Você é, sobretudo, meus desejos.
Quando mexe a perna desejo que caminhe até mim.
Quando abre os olhos, quero olhando dentro dos meus.
Quando escreve, cobiço sua gramática.
Ao pensar em qualquer coisa, lá estou eu acenando no seu sonho com cartazes coloridos.
Quero sua pele e ossos também.
Mas não é bem assim, não é...
Suas pernas nunca mais voltaram.
E seus ossos têm na terra repouso certo.
Você é a personificação dos meus desejos, só nos desejos.


A realidade arrancou você de mim.
Existem vacinas contra hepatite, tétano, poliomielite e sarampo.
Ninguém me vacinou contra amor.


Possuo curvas não descobertas
E pele quente.
Olho meus seios no espelho
Como dois desconhecidos.
Meu corpo não é destino,
É estrada.


Pintura retirada de: http://originalshadon.wix.com/art

7 de junho de 2013

Sobre seu nome na minha boca

Pessoas são educadas comigo! 
Ando reclamando você o tempo inteiro. 
Falo das saudades, 
Te dedico poemas. 
Elas nunca me disseram pra calar - talvez em pensamento. 
Então continuo falando de você, 
Te dedicando poemas, 
E sentindo saudades. 
Vou viver meu luto até as últimas consequências.
Quando acabar, 
Não quero vestígios de amor em lugar algum.

4 de junho de 2013

Sobre ser mulher, não sei.
Sempre estou mãe, 
Amiga, irmã. 
Sobre ser mulher não mostrei ainda 
De dentro 
Quem eu sou.
Desse jeito, de saudade em saudade, 
Vou pisando as pedras 
Até um lugar que não tenha você.
type='text/javascript'/>