18 de junho de 2008

Não se esqueçam de mim.
Eu vou voltar.
Estou distante, mas vou voltar.
Avisem seus corações
que estarei por perto
mesmo brincando de não estar...
Avisem seus abraços dos meus braços
Suas pegadas dos meus pés
Avisem seus cabelos dos meus dedos.
Os cabelos precisam saber do meu retorno!
Sem festa
Ou passeatas
Vou voltar.
Sem grandes arrombos na porta
Ou muito melhor do que era
Simplesmente vou estar
Onde deveria estar.
type='text/javascript'/>